sábado, 18 de outubro de 2008

Auto-retrato???

Quero pintar isto da melhor forma possível. Eu não preciso de ninguém. Eu preciso de alguém. Confusa? Talvez, mas nem tanto. Sou a maior parva, a maior estúpida à face da terra. Sabem que mais? A verdade é que se eu não fosse uma mulher tão sozinha, talvez ainda fosse mais estúpida do que sou agora.
Sou uma parva. Nego o amor que existe em mim, viro-lhe as costas e desato a correr. Isto de se ser sozinha tem muito que se lhe diga. Congela-nos os pensamentos, corrói-nos o coração e cria-nos esquecimento onde deveria haver lembrança.
Quero ser aquela que está sempre bem, quero ser a que está sempre pronta para outra, mas ao fim de alguns anos, a coisa começa a cansar. Conheci tanta gente diferente, de tão diferentes meios, de ideologias opostas, de modos de vida tão contrários ao meu, e o resultado de todas essas experiências é aquilo que eu sempre ambicionei: a solidão. Meus caros, estou farta, cansada e enjoada de ser sozinha. A solidão repugna-me.
Isto de eu ser assim, não é só burrice, é genético. Está-me no sangue o vírus da depressão. Há que usar protecção contra estas coisas.
O mal de tudo isto é que quando se quer falar com alguém, nada nos resta para além destes textos insignificantes que uma mulher vai escrevendo para combater a tristeza e a melancolia. A vida é muito chata na solidão. A solidão é enfadonha quando é a nossa vida. São as duas a mesma coisa, não é? Pois, é isso mesmo, a solidão é sempre a mesma coisa. Um dia hei-de experimentar a felicidade.

(Fui bombardeada com perguntas por causa deste post, caso não tenham reparado o subject deste post está em forma de pergunta, será este texto o meu auto-retrato? Não sei. Este texto não é da minha autoria, li, gostei e postei...)

3 comentários:

Phiphas disse...

ola miguita... como eu te compreendo! também sou como tu... tb tenho o virus da depressão dentro de mim.. mas felizmente deixei-o "congelado"... decidi que estava farta de estra sozinha e encontrei de novo o amor... e mais proximo do que alguma vez esperava!!
por isso so te digo... "congela" a tua melancolia e vive feliz e com amor!!
pois mereces ser feliz!!
ah e ja agora viva o nosso FCP!
bjokas

J.Trovão disse...

Pois é cara Misinha, a vida é assaz complicada e o mal é que nós mesmos acabamos por arastar essa solidão em nome de uma pseudo proteção que a par das tantas nem existe e se é o caso, acaba por nem resultar na pratica.

Mas creia que existem pessoas em situação bem mais complicada, na medida em que a solidão acaba por ser a sua concha de proteção.

Apesar dos pesares, não desisto de sonhar com melhores dias e aconselho que faça o mesmo, porque muitas vezes os nossos sonhos, mesmo por vezes algo megalómanos, são um balsamo para a dolorosa e sempre tão cruel solidão.

Parabéns pelo seu blog e se não se importar "muito" passarei a visitá-la mais vezes e quem sabe um dia, possamos tomar um singelo café e dissertar sobre os diversos caminhos ou motivos que nos cundezem invariavelmente á penosa solidão.

J.Trovão

Misinha disse...

Nosso FCP não! SLB FOREVERRRRR. Obrigada pela mensagem.